6

Feliz e abençoado natal!

Beijos carinhosos e obrigada pela companhia!

13

Perfil do aluno com dificuldades na escola


1.  Possuem, normalmente, mais de três irmãos;

2.  Os pais são separados e quem cria o filho são as avós;

3.  Nível de escolaridade baixo, os pais sem o ensino fundamental;

4.  Famílias desestruturadas, onde cadernos e agenda nunca são assinados;

5.  Nunca comparecem as reuniões da escola;

6.  Não possuem telefone fixo e o celular nunca atende ou está fora de área;

7.  Os cadernos desorganizados, sem capa;

8.  Material escolar sempre incompleto;

9.  Faltosos demais;

10.             Chegam tarde, pois perdem a hora muito facilmente;

11.             Pais que conhecem como ninguém seus direitos e por qualquer motivo enviam bilhetes malcriados aos professores;

12.             Não sabem o nome da professora do filho e nem a série em que ele estuda;

13.             Os pais vivem de “bico”, trocando bastante de emprego;

14.             Quando aparecem na escola falam: “Só se eu matar professora, não sei mais o que fazer!”.

 

E o tempo passa...

 

                                       Leila Bambino
                                                      (Psicopedagoga- Clínica)
                                                           leilabam@terra.com.br

2

Corpo Humano


No 3º bimestre trabalhei com o meu 4° ano o corpo humano na disciplina de ciências. Muitos sistemas foram estudados e depois sugeri aos alunos que fizéssemos uma apresentação para as outras séries sobre os temas estudados.
Quando concluímos os assuntos dividi a turma em grupos e um dos membros sorteou o sistema para apresentar.
Durante dois dias eles puderam, em grupos, confeccionar os cartazes, elaborar os assuntos e depois apresentar, primeiramente para nossa sala, para que eu pudesse fazer os acertos necessários e dar algumas dicas e depois para os convidados das séries iniciais.
Eles aprenderam com esta dinâmica:
·         Vencer seu medo de falar em público;

·         Pesquisar algo a mais do que o conteúdo dado em sala;

·         Trabalhar em equipe;

·         Observar que cada amigo tem uma habilidade diferente, uns gostam de desenhar, outro de falar, outro de organizar os cartazes.

Abaixo seguem as fotos dos alunos em seus estandes:

1

Participe da vida escolar de seu filho


Elaborado por Leila Bambino (Psicopedagoga-Clínica)

 

1.   Por mais atarefado que seja seu dia, reserve uma hora para seu filho. Pergunte como foi seu dia na escola, o que aprendeu de novo e o que mais teve dificuldade.

2.   Acompanhe a tarefa de seu filho, de preferência se ocupando de algo, como uma leitura ou revisão de algumas contas do orçamento. De nada adianta ficar no mesmo espaço, fazendo mil e uma coisas, pois isto acaba dispersando a atenção da criança durante as tarefas. Pense nisso!

3.   Estabeleça regras: horário para estudar, local apropriado, ambiente calmo, bem iluminado e sem distrações.

4.   Ajude seu filho em caso de dúvidas. JAMAIS faça a tarefa por ele.

5.   Incentive-o a tirar dúvidas com o professor.

6.   Acompanhe as atividades dadas na escola. Veja se os exercícios foram corrigidos e vistos pelo professor.

7.   Olhe todos os dias a agenda de seu filho. Não espere que ele lhe mostre.

8.   Participe das reuniões e palestras que acontecem na escola.

9.   Valorize os professores que trabalham com seu filho. Procure informar-se sobre sua formação.

10.       Estimule a leitura através do exemplo. Se você for constantemente visto lendo algo, com certeza seu filho vai querer fazer igual.

11.       Estimule a escrita, deixando bilhetes carinhosos para seu filho e pedindo que ele faça o mesmo.

12.       Não negocie notas. Não prometa bens materiais em troca de notas. Estudar é obrigação de seu filho, sem barganhas.

 
7

Profissão de risco: Professor





As coisas dentro dos muros escolares estão mudando (para pior). Infelizmente ser professor hoje é correr riscos. Não se tem mais o respeito da sociedade. As leis existem para beneficiar somente os alunos e eles sabem disso...
As escolas estão adoecendo, com professores desestimulados em salas repletas de alunos que simplesmente não querem aprender.
O professor está com medo de usar a sua autoridade, pois o aluno tem em seu benefício a lei. São ameaçados e coagidos o tempo todo com palavrões e mensagens sublimadas que fazem tremer a qualquer pessoa.
Não se pode cobrar o uniforme, retirar o celular, coibir as conversas, exigir as tarefas. Se os professores agirem desta forma, estarão respondendo processo administrativo - muitos deles chegando ao ministério público.
Quando se chamam os pais e estes vêm até a escola, costumam proteger os filhos e achar justificativas para seu comportamento. Se estiverem separados, a culpa é do pai que não visita, é da mãe que o abandonou, é do professor que está cobrando demais, é dos jogos eletrônicos muito violentos, é das companhias erradas e por aí vai. Poderíamos encher folhas e mais folhas de desculpas...
A cada nova pesquisa realizada vai-se atrás dos motivos do aumento da violência nas escolas. Criam-se projetos para buscar justificativas, metodologias, problematizações e fundamentação teórica que de alguma forma tragam respostas para este momento caótico vivido na educação.
O que afinal está acontecendo? As famílias mudaram, a sociedade mudou, as pessoas mudam, mas será que os valores devem mudar também? Será que se não moro numa família constituída de pai, mãe, filhos e cachorros vai mudar a verdadeira essência que vem de exemplos e atitudes e não de palavras jogadas ao vento?
Até quando vamos tentar encontrar culpados para ações que nós próprios desencadeamos? Desde quando trabalhar fora é motivo para não dar atenção aos filhos? Desde quando uma criança de 6 anos exige dos pais um celular, do contrário ameaça gritar e sapatear? O que as pessoas irão dizer?
Aí vêm aqueles teóricos que estudam a natureza humana dizer que temos que nos acostumar. Teóricos estes que não sabem o que é uma sala de aula, não convivem com o dia-a-dia estressante de 40 horas e, às vezes, 60 horas, lado a lado com jovens que acham que o céu é o limite.
O professor está adoecendo. Perde-se aquele profissional que deveria mediar o conhecimento, apontar direções, ser referência e um modelo vivo de dedicação e respeito. Este profissional está entrando em extinção, infelizmente!



                                  Leila Bambino
                           leilabam@terra.com.br


 
0

São João

Trabalhei com a minha 4° série o tema: São João. Cada um recebeu o contorno de um boneco. Deixei à disposição vários tipos de papéis e eles teriam que vestí-los. Foi um trabalho muito gostoso, onde cada um deu asas a sua imaginação. Trabalhamos a cooperação, organização, criatividade e depois da bagunça feita a sala foi toda varrida e os papéis usados devidamente reciclados.

Seguem imagens do trabalho feito...




3

Atividade de Matemática


Observe com atenção a data de nascimento das pessoas abaixo:

Nome
dia
mês
ano
Pedro
3
novembro
1998
Mariana
2
agosto
1996
Carlos
5
dezembro
1999
Solange
20
janeiro
1994
Letícia
31
março
1997

De acordo com os dados apresentados, calcule a idade de cada um, levando em conta o ano e o mês em que está sendo realizado o exercício.

Pedro

Mariana

Carlos

Solange

Letícia


                                                                                    

·        Qual deles é o mais jovem?______________

·        Qual o mais velho? ___________________

·        Qual a diferença de idade entre Pedro e Mariana? ________

·        E a soma das idades de Solange, Letícia e Pedro? _________
 
·        E a soma da idade de todos?_____________

·        Se eu quiser transformar o número acima em dias, quantos serão? _______________

·        Ainda dentro do número acima responda:

Quantas unidades de milhar?_______________

Quantas centenas? ___________________

Quantas dezenas?____________________

Quantas unidades?____________________
3

Como auxiliar meu filho em casa?


Algumas sugestões de atividades que os pais podem estar fazendo com seus filhos. Atividades estas que na fase escolar muito contibuirão para a alfabetização e nada complicadas, pois são lúdicas e as crianças amam.

  • Andar sobre uma linha  no chão;
  • Pular corda, pneus, amarelinha, aquelas lajotas nas calçadas;
  • Jogar cartas: Uno, mico preto, jogo da memória;
  • Brincadeiras de roda, dançar, pega pega, passar anel;
  • Trabalhar o ritmo, através de comandos musicados: direita/esquerda, em baixo/em cima/ em pé/ de cócoras;
  • Uso de objetos com texturas diferentes: grosso/fino, liso/áspero, mole/duro; quente/frio;
  • Brincar com grampos de roupa fazendo movimentos de pinça. A criança usa a ponta dos dedos para manipular o objeto e pode colocá-los na borda de um pote. Aproveita-se para fazer contagem, nomear as cores, grampos grandes e pequenos e por aí vai...
  • Rasgar papéis com as mãos;
  •  Recortar revistas com tesourinha sem ponta;
  • Pintar livrinhos obedecendo o limite;
  • Brincar com barro, argila e massa de modelar;
  • Trabalhar a oralidade e a imaginação criando histórias junto com a criança. Você começa, seu filho continua e vão intercalando até o final;
  • Brincar de jogo da memória : Você diz lápis, seu filho diz lápis e borracha e vão acrescentando objetos ou o que for mais interessante para criança;
  • Quando vão viajar, que tal contar os carros que ultrapassam o seu?
  • Falar uma palavra qualquer com A, depois com B e assim por diante. Trabalha-se a criatividade e a ordem alfabética.

            A família é de grande importância no período preparatório da alfabetização. Uma parceria com a escola é  fundamental para que a aprendizagem aconteça.
            Não existe milagre, apenas trabalho, dedicação e comprometimento de todos os envolvidos.
          Valorizar os pequenos avanços, elogiar sempre, dar bons exemplos, ter paciência e muito amor são lembranças que seu filho levará para sempre!

                                                                             Pense nisso!

Elaborado por:
Leila Bambino
Educadora Especial, Psicopedagoga Clínica e Pedagoga
leilabam@terra.com.br


1

Atividade de Português...


Um dicionário é um livro que traz o significado das palavras. Na poesia abaixo, José Paulo Paes criou um dicionário com suas próprias definições.

Aulas: período de interrupção das férias.
Berro: o som produzido pelo martelo quando bate no dedo da gente.
Caveira: a cara da gente quando a gente não for mais gente.
Dedo: parte do corpo que não deve ter muita intimidade com o nariz.
Excelente: Lente muito boa.
Forro: o lado de fora do lado de dentro.
Girafa: bicho que, quando tem dor de garganta, é um Deus nos acuda.
Hoje: o ontem de amanhã ou o amanhã de ontem.
Isca: cavalo de Tróia para peixe.
Janela: porta de ladrão.
Luz: coisa que se apaga, mas não com borracha.
Minhoca: cobra no jardim de infância.
Nuvem: algodão que chove.
Ovo: filho da galinha que foi mãe dela.
Pulo: esporte inventado pelos buracos.
Queixo: parte do corpo que depois de um
soco vira queixa.
Rei: cara que ganhou o coroa.
Sopapo: o que acontece quando só papo não adianta.
Tombo: o que acontece entre o escorregão e o palavrão.
Urgente: gente com pressa.
Vaga-lume: besouro guarda-noturno.
Xará: um outro que sou eu.
Zebra: bicho que tomou sol atrás das grades.

Minha sugestão:

Trabalhei com o texto de José Paulo Paes: Dicionário Maluco. Os alunos fizeram a cópia no caderno de língua portuguesa. Comentamos os significados, fizemos a leitura e depois sugeri aos alunos que criassem seus próprios significados.

Escrevi algumas palavras em pedaços de papéis e as crianças tinham que criar uma definição maluca, seguindo o modelo dado.

Eis o resultado da criatividade dos meus alunos de 4º ano: ( 9 e 10 anos) 

 JANELA:
·         um buraco quadrado onde podemos espiar as coisas. (Camila)

·         é onde a bola não deve bater nunca...nunca mesmo! (Nicole)

·         é por onde são jogadas as nossas coisas quando nos separamos de nossa mulher. (Willyan)

·         é um lugar que não é muito legal se jogar de lá. ( Laiza)

LUZ:
·         é aquilo que sempre acaba quando mais preciso ( Gustavo Cecatto)

·         coisa iluminada que atrai os mosquitos. (Willyan)

·         aquilo que nos liberta do escuro. (Daniela)

SOPAPO:
·         é aquela coisa que quando você leva sai correndo se curar. (Gustavo Cecatto)

XARÁ:
·         quando você é outra pessoa diferente. ( Gustavo Padilha)

ZEBRA:
·         é o que dá no jogo. ( Daniela)

·         é aquele animal preto e branco dos anos 80. ( Nicole)

·         é o animal que não sabemos a cor: se é preto e branco ou branco e preto. ( Matheus)

·         deu zebra...( Gabriele)

·         um animal zebrado! ( Amanda)
1

Descubra as frases...


Substitua as letras abaixo pelas letras do alfabeto que vêm antes e escreva as frases. Cuidado, pois algumas palavras são acentuadas!

1) P  NFOJOP   DPSSF   BUSBT    CP   DBDIPSSP.

..........................................................................................

2) BOB   BOEB   EF   CJDJDMFUB.

...........................................................................................

3) KPBP    BEPSB    TPSWFUF.

...........................................................................................

4) P    QFJYF   OBEB   OB   MBHPB.

..........................................................................................

5) B    UVSNB    EB   FTDPMB    KPHB    CPMB.

.........................................................................................

Depois de descobrir as frases, relacione cada uma delas ao seu desenho:


1

Desafio matemático


Escreva os nomes das crianças:
Renato está entre Carlos e Aline.
Lucas fica entre Aline e Rafael.
Mariana está entre Carolina e Carlos.
Carolina é a que fica mais longe de Rafael.


0

Atividades de Matemática


1.VEJA A MATÉRIA PUBLICADA NA FOLHINHA, FOLHA DE S.PAULO, EM 5/3/ 94:

Barbie faz aniversário no dia 9 de março. Foi criada no dia 9 de março de 1959. A boneca foi lançada em uma feira de brinquedos em Nova York, nos Estados Unidos.

Ela foi criada por Ruth Handler, mulher do fundador da fábrica de brinquedos Mattel.

Barbie foi inspirada na modelo francesa Bettina. A Estrela lançou Barbie no Brasil em 1982 e já produziu 180 bonecas diferentes. Hoje, Barbie é vendida para mais de cem países.

 

A.QUANTOS ANOS DEPOIS DE TER SURGIDO NOS ESTADOS UNIDOS ELA FOI LANÇADA NO BRASIL?

 

B. SE ESTAMOS NO ANO DE 2012, HÁ QUANTOS ANOS A BARBIE JÁ EXISTE NO BRASIL?

 

C. QUANTOS ANOS TÊM A PRIMEIRA BARBIE LANÇADA?

 

D. SUPONDO QUE UMA BARBIE CUSTE R$ 56,60, SE UMA LOJA COMPRAR PARA REVENDA 45 BONECAS, QUANTO PAGARÁ?

 

E. MAMÃE COMPROU UMA BARBIE POR R$67,00, O CARRO POR R$27,40 E A COZINHA POR R$78,30. QUANTO MAMÃE GASTOU?

 

F. UMA LOJA COMPROU UM GRANDE ESTOQUE DE BARBIES. RESOLVEU COLOCAR EM EXPOSIÇÃO FAZENDO 7 PRATELEIRAS DE 15 BONECAS. QUAL O TOTAL DE BONECAS DA LOJA?

 

G. EM CADA EMBALAGEM A BARBIE É ACOMPANHADA DE 5 ACESSÓRIOS. SE A FABRICA MONTAR 245 EMBALAGENS DA BARBIE, DE QUANTOS ACESSORIOS NECESSITARÁ?

H. PESSOAS RESPONSÁVEIS TROUXERAM UMA CAIXA COM 765 ACESSÓRIOS DA BARBIE. QUANTAS EMBALAGENS PODERÃO COMPOR?

2. CARLOS COMPRA PÃO TODOS OS DIAS. O DONO DA PADARIA NUNCA TEM TROCO. TODOS OS DIAS, CARLOS RECEBE DUAS BALAS DE TROCO. CADA BALA CUSTA R$0,20.

A) AO FINAL DE 1 MÊS, QUANTO CARLOS DEIXOU DE RECEBER DE TROCO?

B)VOCÊ ACHA CERTO RECEBER BALA DE TROCO? POR QUÊ?

C)O QUE CARLOS PODERIA TER COMPRADO NESSE MÊS, SE TIVESSE O TROCO CERTO DO DONO DA PADARIA?

3. MEU PROFESSOR ESCREVEU NA MINHA PROVA A SEGUINTE NOTA: 7,6. MAS ACHO QUE A NOTA ESTÁ ERRADA, POIS A PRIMEIRA QUESTÃO VALE 2,4, A SEGUNDA QUESTÃO 3,8 E A TERCEIRA QUESTÃO 1,8.

 

A) ELE REALMENTE SE ENGANOU? POR QUÊ?

 

4.MEU TIO COMPROU 4 DÚZIAS DE BOLAS POR 13 REAIS CADA UMA. QUANTO ELE PAGOU PELA COMPRA?

 

5. EM 1969, NEIL ARMSTRONG PISOU PELA PRIMEIRA VEZ NO SOLO LUNAR. ELE FICOU 21 HORAS EXPLORANDO A LUA. HÁ QUANTOS ANOS O HOMEM FEZ ESTA CONQUISTA? ELE FICOU MAIS DE UM DIA OU MENOS DE UM DIA NA LUA? POR QUÊ?



EU AMO CACHORROS

EU AMO CACHORROS
MINHA FILHOTA BABY

Visitas Recentes